5 Erros Comuns ao Comprar uma Passagem Aérea

Apesar de parecer algo simples, a compra de uma passagem aérea pode apresentar mais armadilhas do que o esperado. Afinal, quem nunca cogitou comprar aquela passagem que faz dezenas de paradas durante o trajeto, apenas para pagar mais barato? Essa é apenas uma das infinidades de coisas que precisam ser levadas em conta na hora da aquisição do seu voo!

 

Desde iniciantes até mesmo pessoas que já tem experiência em viagens aéreas, estamos todos propensos a cairmos nessas falhas. Muitos erros que são cometidos na hora da compra das passagens podem acarretar em problemas que venham a atrapalhar sua viagem toda, e justamente para te ajudar a fugir disso, decidimos escrever esse artigo, listando 5 erros comuns ao comprar uma passagem aérea!

 

  1. Não se informar sobre o que está incluso na passagem e como funcionam os serviços adquiridos a parte

Muitas pessoas ainda acham que adquirir a passagem já é o suficiente para garantir tudo o que é necessário para o voo, mas não é bem assim. Diferentes companhias aéreas e diferentes destinos tem parâmetros variáveis quanto aos serviços inclusos pela compra das passagens, e aqueles que precisam ser adquiridos a parte também diferem em seus preços.

 

Por isso, é importante se informar acerca do despacho de bagagens, a marcação de assentos e a antecipação de voos, por exemplo. Todos esses serviços normalmente são itens separados e que variam de precificação de companhia para companhia, sendo fundamental você ter essas informações para realizar um voo tranquilo e não acabar precisando lidar com imprevistos que possam atrapalhar sua viagem.

 

  1. Deixar para comprar a passagem em cima da hora

Esse é um erro clássico e que acaba sendo cometido por todas as pessoas pelo menos uma vez. São diversos riscos que acabam se apresentando quando deixamos para adquirir as passagens de última hora, desde a limitação de datas e horários até mesmo tarifas muito acima da média.

 

É importante ressaltar que a maioria das companhias acaba subindo o preço das passagens cerca de 30 dias antes do voo, o que já é um grande motivo para você realizar a compra das suas com mais antecedência. Mas não apenas isso, o planejamento prévio oferece outros diversos benefícios.

 

Comprando as passagens antes, além de poder escolher aquele voo com dia e horário perfeito para a sua locomoção, você também terá mais tempo para organizar a sua rotina e o seu itinerário de viagem. Dessa forma, ficará muito mais fácil remanejar o que é necessário e certificar-se de tomar todas as providências precisas antecipadamente, para fazer uma viagem tranquila no dia em questão.

 

  1. Não conferir as informações presentes na passagem

Pode até parecer uma bobagem, mas são erros que ocorrem com mais frequência do que se pensa. Muitas pessoas acabam se confundindo com informações muito essenciais presentes na passagem, como o dia certo ou o horário do voo, ou a delimitação destinada aos horários de embarque.

 

Além desses erros comuns, também existem problemas relacionados aos nomes e sobrenomes dos adquirentes. Erros de grafia dos passageiros podem ser corrigidos na hora do check-in, mas quando ocorrem problemas maiores, que necessitam do serviço de remarcação de bilhete, é preciso lidar com essa política mais complicada e que ainda exige o pagamento de uma taxa para retificação.

 

Dessa forma, se faz essencial que fiquemos atentos a todos esses detalhes, até mesmo aqueles mais experientes com as viagens. Às vezes ficamos tão no automático que nos esquecemos de conferir esses itens, o que pode acarretar em problemas que virão a atrapalhar todo o nosso itinerário.

 

  1. Comprar uma passagem com muitas horas de conexão em aeroporto ou de um voo com várias paradas

Passagens que portam muitas horas de conexão ou fazem muitas paradas até o destino geralmente são mais baratas, mas isso não quer dizer que sejam a melhor opção. Voos assim aumentam muito o risco de atrasos e da perda de bagagens, o que pode fazer o barato sair caro.

 

Além disso, essas ocasiões também podem exigir custos com deslocamento e estadia, que, no final, podem ser tão altos que nem compensarão a quantia economizada na hora de adquirir a passagem. Por isso, na hora de fazer sua compra, é importante atentar-se a colocar esses detalhes na balança. 

 

  1. Não observar quais são as restrições da passagem comprada

Apesar das companhias terem obrigação de oferecer tarifas flexíveis, a maioria das passagens vendidas hoje em território nacional são não reembolsáveis ou remarcáveis. Assim, é importante deixar isso em seu radar, para não acabar fazendo com que qualquer mudança de planos te faça perder tudo o que já havia planejado e pagado.

 

Ao fim desse post, esperamos que tenhamos te ajudado a entender mais sobre esse tema! Considerando tudo o que foi falado aqui, fica claro que existem muitos riscos dos quais é melhor se fugir na hora da compra de passagens, para garantir que sua viagem toda aconteça de forma pacífica e sem gerar maiores dores de cabeça.

 

© Todo os direitos reservados para Kennedy Turismo