A variação do câmbio pode afetar as viagens corporativas?

Caso as atividades desempenhadas pela sua empresa envolvam viagens para o exterior, compreender o funcionamento da variação cambial é de suma importância para aprimorar a gestão de viagens corporativas e reduzir gastos.

Além disso, os deslocamentos internacionais geram a necessidade de lidar com diversas moedas que, evidentemente, possuem valores distintos do Real. Pensando nisso, apresentamos, ao longo deste artigo, a conceituação da variação cambial e da taxa de câmbio, bem como os seus impactos na gestão e no planejamento de viagens corporativas. Boa leitura!

O conceito de variação cambial

O conceito de variação cambial pode ser entendido como a diferença de valor expressa entre diferentes moedas. Esta distinção pode variar segundo uma ampla gama de fatores, vinculados à demanda, oferta ou inflação, dentre outros.

Dessa forma, tal variabilidade ocorre porque as taxas de câmbio não são estáticas. Isto é, quanto mais centradas forem as economias nacionais – emissoras das moedas em questão – tanto maiores serão as alterações. Portanto, o valor de uma dada moeda, em comparação com as outras, será guiado por essa taxa.

Em nosso país, por exemplo, a variação mais fácil e simples de acompanhar é a da valorização do Real em face ao Dólar. Fica evidente, portanto, a relevância de compreender como essas variações funcionam.

Taxa de câmbio

Taxa de câmbio, em termos simples, é uma espécie de comparativo do valor de uma determinada moeda estrangeira em relação com a nacional. Se você, por exemplo, cotar o Dólar Americano em um dado período e, na sequência, constatar que ele está custando R$ 6, tal valor representa, justamente, sua relação comparativa com o Real.

Acima de tudo, essa taxa afeta as importações, as exportações e os investimentos das empresas. Quaisquer instabilidades no cenário econômico – internacional ou doméstico (como inflação e taxa de juros) – figuram como os aspectos centrais nas oscilações. Logo, devem ser observados durante o planejamento de viagens corporativas internacionais.

Impacto da variação cambial nas viagens corporativas

Pelo fato de se tratar de uma variável bastante subjetiva e, como tal, sujeita a instabilidades, as variações cambiais impactam diretamente nos planejamentos orçamentárias de sua empresa. Sobretudo, no que tange às viagens corporativas.

Em síntese, uma determinada taxa de câmbio pode afetar significativamente os preços gerais da economia, desde os custos de passagens aéreas até remédios e alimentos. Essas alterações tendem a ocorrer sem prévio aviso, antes mesmo da conclusão dos processos de deslocamentos ou, inclusive, durante uma viagem a trabalho.

Imediatamente, o controle e o planejamento devem ser elementos inseparáveis. Para assegurar o sucesso de uma viagem, é imprescindível estabelecer uma política objetiva e clara para este setor.

Incorporação das variáveis no planejamento orçamentário

Planejamentos orçamentários bem estruturados representam o primeiro passo para coibir eventuais imprevistos durante as viagens corporativas internacionais. Constantemente, lidar com outras moedas sem, antes, implementar boas práticas, tem gerado problemas para muitas organizações.

Outro ponto relevante a considerar, nesse contexto, refere-se aos adiantamentos e reembolsos. Nesses casos, dinheiro em espécie, geralmente, pode ser um importante aliado – a despeito de algumas desvantagens, os benefícios de custos compensam, vide o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

© Todos os direitos reservados para Kennedy Viagens

Imperatriz - MA

Rua Benedito Leite, 629 | 65903-290 | Centro | Imperatriz – MA

São Paulo - SP

Av Paulista, 171, 4ª andar | 01311-000 | Bela Vista | São Paulo – SP

Curitiba - PR

Travessa Ferdinando Aristides Moleta, 117 | 83045-090 | Afonso Pena | Curitiba