Estados Unidos: o que é global entry e como tirar vistos em tempo de longas esperas?

o que é global entry

Um dos países ao qual os viajantes corporativos brasileiros mais embarcam é os Estados Unidos, e não é à toa, visto que a cada ano o Brasil cresce em exportação para o país da América do Norte, o que fortalece a relação entre empresas e executivos de ambos os mercados.

 

Em 2021 foram somados US$ 31,1 bilhões em exportações daqui para lá, um recorde que mostra recuperação rápida à seca da pandemia. Em importação, idem: US$ 39,4 bilhões dos EUA para o Brasil.

 

Diante de todas as dificuldades de emissão de vistos americanos no Brasil, por uma demanda imensa depois de um período parado por conta da pandemia, há pelo menos uma notícia positiva aos viajantes corporativos que estão com o visto em dia: o Brasil entrou no Global Entry. Agências de viagens corporativas devem orientar corretamente seus clientes em relação à novidade. Muita gente pode confundir o Global Entry como a isenção do processo de visto, mas não é bem assim.

 

O Global Entry é, na verdade, um programa que existe há muito tempo, feito para facilitar a entrada do visitante internacional em território estadunidense. Diferentemente dos países que têm visto liberado, o Global Entry apenas facilita a entrada do estrangeiro que desembarca nos EUA, evitando que ele passe pelas filas comuns, que costumam ser bem demoradas. Muito conveniente para o viajante a trabalho, que não costuma ter muito tempo a perder.

 

Para ter acesso ao Global Entry, o cidadão é submetido a uma análise prévia de todos os requisitos e, se o indivíduo for aprovado como de baixo risco, sua experiência imigratória será facilitada. O acesso, então, é feito or meio de totens, sem necessariamente ter de passar pelo agente imigratório.

 

Informações pessoais, histórico, empregos, vínculos com o país de origem estão entre os itens analisados para o viajante corporativo ter direito a acesso ao Global Entry. Claro que terá mais chance aqueles com histórico de “bom turista”, isto é, sem registro de ilegalidade em nenhum país do mundo, muito menos os Estados Unidos.

 

PASSO A PASSO PARA ENTRADA NO GLOBAL ENTRY, NOS ESTADOS UNIDOS

  1. Crie uma conta no site do Trusted Traveler Programs (TTP). As contas têm de ser individuais, independentemente da idade do viajante.

 

  1. Faça o log in. Uma taxa de US$ 100 é exigida, sem reembolsos, para cada aplicação.

 

  1. Aguarde a aprovação. Caso seja aprovada pelo governo dos Estados Unidos, sua conta no TTP (https://ttp.dhs.gov/) o indicará o caminho para uma entrevista no Global Entry Enrollment Center. As entrevistas são individuais.

 

  1. Para a entrevista, o candidato deve levar seu passaporte e outra forma de identificação, como a CNH, RG ou outro documento válido.

 

Se sua inscrição for aprovada condicionalmente, você será instruído a agendar uma entrevista em um Global Entry Enrollment Center. Cada candidato deve agendar uma entrevista separada.

 

DICA PARA TIRAR VISTO PARA OS ESTADOS UNIDOS MAIS RAPIDAMENTE

Devido à paralisação por conta da pandemia, as filas para entrar nos Estados Unidos estão extremamente longas, embora a Embaixada Americana no Brasil tenha reforçado a base de atendimento em seus consulados.

 

Com isso, a dica dos próprios norte-americanos é de que os interessados em tirar visto abram todas as manhãs a página de agendamento pois, por mais que estejam lotadas, vagas costumam ser abertas na mesma semana por conta de desistências. Às vezes, não só um aplicante, mas um grupo de aplicantes acaba desistindo, o que abre ainda mais vagas.

 

Para quem tem muita pressa, é ainda mais conveniente aplicar o mesmo processo em todos os consulados no Brasil onde se tira visto: São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Brasília e Porto Alegre.

 

Para mais informações, acesse https://br.usembassy.gov/pt/visas-pt/

Parabéns! Você ganhou o nosso
mais novo e-Book
Preencha os campos abaixo e receba o e-book agora mesmo
Também não gostamos de SPAM e prometemos manter suas informações seguras